Quem somos

Published in Principal Fevereiro 02 2016

O CEPAD – Centro de Pesquisa em Análise do Discurso – é um Centro não formalizado pela UEMS, ou seja, não é institucionalizado. O Centro é constituído por Grupos de Pesquisa cadastrados na Plataforma do CNPq.

 

(clique no link para conhecer melhor os grupos) 

Núcleo de Estudos em Análise do Discurso – NEAD/CAMPO GRANDE – MS

Núcleo de Estudos em Análise do Discurso – NEAD/ALTO ARAGUAIA – MT

Núcleo de Estudos em Análise do Discurso – NEAD/TRÊS LAGOAS – MS

Grupo de Pesquisa e Estudos Sociolinguísticos e Dialetológicos – DOURADOS – MS

Núcleo de Estudos em Semântica do Acontecimento – Campo Grande – MS

Núcleo de Estudos Foucaultianos – Campo Grande  - MS

Núcleo de Estudos Bakhtianos – Campo Grande - MS

 

Coordenação Geral

 

Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Prof. Dr. Paulo Cesar Tafarello - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Profa. Ma. Elisângela Leal da Silva Amaral - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Pesquisadores (clique na aba "Pesquisadores" para mais informações)

 

Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues - UEMS

Prof. Dr. Paulo Cesar Tafarello – UNEMAT

Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza - UEMS

Profa. Ms Elisangela Leal da Silva Amaral - UEMS

Profa. Dra. Nara Maria Fiel de Quevedo Sgarbi - UNIGRAN

Profa. Ms. Romilda Meira de Souza Barbosa - SED/MS

Profa. Ms. Maria Aparecida da Silva Santandel  - SED/MS

Profa. Ms. Eunice Maria da Silva Camargo  - SED/MS

 

Colaboradores/Orientandos

Joana Margarete Saldivar Cristaldo Lera

Valter Souza Da Silva

Maria Lucia Loureiro Paulista

 

 

 


Após manhã com apresentações de atividades culturais à beira do lago da UEMS – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, unidade de Campo Grande - seguidas de almoço de confraternização oferecido pelo NEAD, Professores NEAD/UEMS – Marlon Leal Rodrigues; Elisângela Leal da Silva Amaral; Rosimar Regina Rodrigues de Oliveira; Denise Silva e Ruberval Franco Maciel se reuniram com representantes e professores indígenas para discutir a efetivação da Especialização para professores indígenas. Nesta etapa de trabalhos estiveram presentes, representando Aquidauana: Wanderley Dias Cardoso, Dalila Luiz, Elinéia Luiz Paes Jordão e Alcery Marques Gabriel; Aldeia de Buriti: José Liandro Figueredo e Cledeir Pinto Alves; Aldeia de Cachoeirinha: Maria de Lourdes Elias, Campo Grande estava representada por Eliseu Lili.Desde que foi procurado pelo representante indígena Sergio Reginaldo, acadêmico da UEMS, o NEAD tem trabalhado em função de atender às necessidades de uma especialização em que o indígena seja o protagonista do projeto, afinal o saber indígena está com o indígena, logo é ele quem tem total autonomia para apresentar esse saber. A nós, professores acadêmicos, cabe oferecer-lhe a técnica, as ferramentas científicas e, em um curto espaço de tempo, nasce o indígena cientista ou o cientista indígena.

 


NEF - CAMPO GRANDE

Published in Grupos de Pesquisa Janeiro 31 2016

 

O NEF - Núcleo de Estudos Foucaultianos – Campo Grande é um grupo recém-criado que, no entanto, a sua criação é fruto de amadurecimento de discussões quer interna ao NEAD ou mesmo com outros grupos de estudos e colegas de outras áreas do conhecimento. A sua criação vem consolidar um espaço do pensamento de Michel Foucault e contribuição para compreender alguns dos aspectos que envolvem a linguagem e a sociedade.

 


NEAD - TRÊS LAGOAS

Published in Grupos de Pesquisa Janeiro 31 2016

 

O NEAD de Três Lagoas está em fase de consolidação, pois é uma extensão das atividades do NEAD do Campo Grande. A Profa. Ma. Romilda Meira de Souza Barbosa vem desenvolvendo encontros e discussão de forma sistemática. O NEAD de Três Lagoas está se constituindo mais um espaço de discurso em torno das reflexões da Análise do Discurso.

 


 

O NEAD de Alto Araguaia foi criado em 2013. Sua motivação possui dois pontos fundamentais, o primeiro é a necessidade de atender a uma demanda em Análise de Discurso tanto por parte de alunos quanto por parte de alguns professores. Já realizou em 2013 o III Encontro de Análise do Discurso. Vem desde então desenvolvendo grupo de encontros com alunos da graduação e professores, o que sido um espaço amplo de debate. 

Em 2014 o NEAD foi contemplado com o financiamento do projeto de Pesquisa pela FAPEMAT – Fundação de Apoio a Pesquisa do Mato Grosso, além da bolsa de Pós-Doutoramento cedida pela CAPES para realizar o estágio na UEMS de Campo Grande. Um outro ponto não menos significativo está no fato da NEAD de Alto Araguaia ser um desdobramento do NEAD da UEMS de Campo Grande. A parceria tem gerado boas interlocuções.

O NEAD de Alto Araguaia também é vinculado ao Centro de Pesquisas do Campus de Alto Araguaia - CEPAIA

 

 


NEAD - Campo Grande

Published in Grupos de Pesquisa Janeiro 31 2016

O NEAD foi originalmente criado em Nova Andradina, em 2007, e em 2009 ele foi transferido para a Unidade Campo  Grande junto o curso de Letras. Na unidade de Nova Andradina, o grupo realizou grupos de estudos com alunos professores,  realizou o I Encontro de Análise do Discurso, hoje está na quarta edição. Foi idealizador de diversas atividades como cursos,  palestras, livros duas web-revistas, Discursividade Estudo Linguísticos e Página de Debate: questões de linguísticas de  linguagem, ambas qualificada pelo Qualis/Capes.

Desde a sua constituição contou com professores/pesquisadores de outras instituições para estabelecer interlocução e  desenvolver projetos de pesquisa, publicação de artigos e livros, estabelecer convênios com outros órgãos públicos e instituição.

Na Unidade de Campo Grande tem realizado anualmente grupo de estudos alunos da graduação, da rede pública  (alguns deles já até terminaram o mestrado e outros estão em andamento), desenvolvido encontros, palestras, minicursos, livros etc.

Tem sido um espaço amplo de discussões desde questões do cotidiano até sobre ensino de língua. Momento amadurecimento e reflexões que  resultam em monografias, artigos e até mesmo dissertações de mestrados.

Nesse sentido, o NEAD aos poucos vai contribuindo para formação de professores e divulgação do conhecimento.

 


A proposta do convênio é a de realização de um programa com edição semanal, cada edição com 30 minutos de duração com gravação de estúdio e gravações externas. A proposta do programa apresenta os seguintes quadros, no entanto, convém ressalta que em cada edição finalizada necessariamente não apresentaram todos aos mesmo tempo, ou seja, de acordo com a edição, alguns quadros poderão não ser apresentados e serem apresentados em outras edições.


PROJETO MEMÓRIA DISCURSIVA DIDÁTICA PEDAGÓGICA

O presente projeto tem com objetivo registrar os “discursos” enquanto arquivo histórico e de uma outra perspectiva analisar os discursos sobre a “memória discursiva” (ORLANDI, 2001, PÊCHEUX, 1999) didática pedagógica constituída na relação “posição sujeito” (ORLANDI, 2012) professor de língua portuguesa e alfabetizador nas condições materiais de existência de sala de aula.


Perspectivas Teóricas

Published in Principal Setembro 16 2014

Perspectivas Teóricas

 

O termo discurso nas últimas décadas tem sido utilizado para significar objetos diversos o que implica sentidos restritos de acordo com a concepção teórica. Nesse sentido, a fim de evitar indeterminações tanto metodológicas quanto teóricas, o CEPAD inscreve seus projetos e reflexões em três concepções distintas de discurso, condição que contribui para o desenvolvimento seja analítico, seja de conceitual das pesquisas chanceladas pelo termo discurso.

- Análise do Discurso: os trabalhos aqui desenvolvidos dizem respeito as concepções desenvolvidas por Michel Pêcheux - França, década de 60 –, e Eni Orlandi na década de 80 no Brasil. Muito embora para Orlandi (2012) a Análise do Discurso necessita de adjetivos ou complemento, tornou-se quase que condição a atribuição para circunscrever um espaço específico de atuação e prática.

- Análise Arquegenealógica do Discurso: a reflexões de Michel Foucault a partir da década de 60 abre um campo de reflexão sobre o discurso e sujeito. Campo esse que abrange, entre outros aspectos, a arqueologia e genealogia.

- Análise Dialógica do Discurso: outro conjunto de reflexões diz respeito ao Circulo de Bakhtin cujo trabalho tem sido referência não apenas para os estudos da linguagem, mas também para outras áreas do conhecimento. Esta peculiaridade em grande medido é decorrente de sua orientação filosófica e política do marxismo. 

- Análise Semiótica do Discurso: são reflexões tem como objetivo abordar as teorias desenvolvidas pelo filósofo-lógico-matemático norte-americano Charles Sanders Peirce, necessárias para o entendimento das características e especificidades da ciência Semiótica analisando a ação e a atividade dos signos. Abordar-se-à os diversos sistemas de linguagem como objeto de estudo da ciência dos signos; o conceito triádico de signo; as distinções entre a Semiótica Peirceana e as Semiologias Estruturalistas. 


Página 7 de 7